Faz login para seguires isto  
Seguidores 0

Queres aprender japonês? Queres fazer do japonês a tua carreira? Entra aqui!


Zephirus

Recentemente, deparei-me com um rapaz aqui no fórum com algumas dúvidas sobre como aprender japonês e sobre uma possível carreira em japonês, como professor ou tradutor. Tentei dar-lhe as melhores dicas. Vou aproveitar algumas coisas que lhe disse, mas recomendo-vos a ler este tópico.

 

Seja como for, já vi muita gente que quer aprender japonês neste fórum, por alguma razão, este é talvez o único sítio em Portugal que permite às pessoas tirar dúvidas sobre o ensino da língua japonesa em Portugal. Por isso penso que é um tópico mais que bem-vindo - e que já cá fazia falta faz muitos anos.

Para esclarecer, não sei japonês, mas estou na área de línguas, sou tradutor de profissão, sei um pouco sobre aprender línguas e também já tinha feito alguma pesquisa sobre o assunto, porque considero japonês a próxima língua que quero aprender, depois de acabar com a que estou a aprender agora.

 

1. Como aprender japonês

 

Spoiler

Se puderem, recomendo sempre aprender com um professor, podem ver neste link, todas as escolas e professores em que podem aprender japonês que a Embaixada Japonesa recomenda:.

Existem imensos professores de japonês pelo país fora. Uma boa maneira de procurar professor é no Google ou em sites de explicações como este.

No Google é muito fácil, é só digitarem “curso de japonês (inserir aqui a vossa cidade)”, sem aspas.

 

 

1.1. Como escolher um professor

 

Spoiler

Já andei em aulas particulares suficientes na minha vida, para perceber duas coisas:

1) A reputação faz o professor, quanto mais famoso o professor é, maior a probabilidade de ser bom. Um bom professor não precisa de muita publicidade, outras pessoas espalham as notícias por ele. Outra coisa que também interessa é o currículo do professor. Currículo e experiência são indícios de um bom professor.

2) Um bom professor consegue reduzir-se ao nível dos alunos. É muito fácil disparar matéria ao aluno, dar-lhe uns exercícios e mandá-lo ir estudar. Mas um bom professor percebe rápido só por olhar para o aluno que ele não está a perceber a matéria e consegue de uma maneira ou de outra explicar-lhes a matéria e fazê-los perceber. Uma regra que costumo seguir é “se ao fim de três explicações não tiver entendido nada, o professor não vale a pena”.

 

Vamos agora falar de preços, como tudo na vida, uma boa explicação tem um bom rácio qualidade-preço. A meu ver, um preço justo (em Janeiro de 2017), é entre 90 e 120 euros, 90 euros por uma explicação de 1 hora duas vezes por semana, durante um mês (a contar do primeiro do mês ao ultimo, dá sempre 8 vezes). Para 120 euros é a mesma coisa, mas por 1h30. Se forem dividir por meia horas os preços não coincidem, mas geralmente um bom professor faz-vos um desconto por ficarem mais tempo, senão pagariam uma fortuna conformem fossem aumentando o tempo.

Outra dica que posso dar é se vos disseram algo como: “Ah quero que me pague mesmo que não venha.”, não vão nessa, um freelancer não cobra por trabalho que não fez. Se precisarem de faltar não vão pagar é claro.

 

 

1.1.1. Professores de Japonês

 

Spoiler

Conheço poucos professores de Japonês, vou dar aqui dois exemplos na zona norte (Porto), que acho que serão bons. Estas duas pessoas pelos currículos parecem ser excelentes profissionais, e são dos primeiros resultados que encontram no Google.

 

Alexandra Ferreira

 

Ela já publicitou as suas aulas aqui no fórum (não me lembro do nick mas sei que o fez), do que falei com ela parece ser uma excelente pessoa. Vendo o currículo dela, parece me uma excelente profissional (possivelmente ainda é jovem por isso suponho que a experiência não seja muita) e muito dificilmente se encontra uma professora com este currículo a dar aulas a preços tão baixos. Sim o preço parece me bastante justo, 10 euros por hora é mais ou menos o preço base por explicação (ver em cima).

 

A seguinte não se encontra tão fácil no Google, mas é difícil ignorar a sua presença na área. Esta senhora tem um currículo impecável.

O nome dela é Inês Rocha Silva. Parece que tem um bocadinho menos de formação que a primeira, mas segundo o site tem mais experiência tanto a estudar a língua quanto a ensinar.

Pessoalmente não conheço esta senhora, mas uma vez aqui à alguns anos no perfil de facebook de um conhecido meu (o Chrono_Kazumi, não vou dizer o verdadeiro nome dele, quem o conhecer que lhe pergunte) vi uma foto dela, e desde aí tenho me deparado com algumas pessoas que estudaram com ela, e às vezes também a vejo em vídeos, vídeos esses que podem encontrar aqui.

 

 

1.1.2. Aprender online

 

Spoiler

Se não tiverem maneira de se deslocar a grandes centros sozinhos, também podem aprender online, por exemplo, existem excelentes aplicações para aprender japonês na internet, o site da fluentu dá alguns exemplos (fluentu parece ser uma excelente app também).

Seja como for, é uma maneira muito divertida de aprender línguas.

Também existe IMENSO material na internet para aprender japonês de graça ou a baixo custo.

O site do Tae Kim, é um dos pontos de referência para aprender japonês, recomendo que o leiam, tem muita informação sobre o assunto.

 

Por fim existem imensos professores pela internet fora que dão aulas via Skype por um bom preço.

Podem sempre procurar no Google por “aulas de japonês por Skype”, a maior parte dos professores serão brasileiros, mas não penso que isso seja um problema.

O primeiro resultado que me apareceu no Google foi este. Não sei se é bom ou não, mas julgando pelo currículo parece ser um excelente professor embora não o conheça.

 

 

 1.2. Saídas Profissionais

 

Spoiler

Primeiro de tudo, tenho que esclarecer uma coisa sobre empregabilidade universitária com japonês, se me perguntarem se é fácil ter se um emprego em Portugal com japonês como licenciatura, a minha resposta é não, e passo já a explicar, por muito que adorem o Japão, o país fica longe, muito longe, como podem ver por esta imagem fica longe e caro para fazer negócio..

Agora a pergunta do milhão de euros, há saídas? Sim há! Há mercado no mundo dos negócios, traduções, etc, para Japonês, mas é um nicho de mercado muito específico, é preciso suar-se para fazer disso um negócio, não é um mercado fácil. Não falo por experiência, é claro, mas conheço quem tenha um nível decente de japonês e não consiga viver disso.

O que mais tem saída são aulas de japonês, muitas vezes dadas a pessoal que acha que conhece o Japão por ter visto anime durante dois ou três anos, ou então traduções, mas isso também é um mercado um pouco difícil de explorar.

Não me levem a mal, se quiserem aprender, aprendam, o Japonês é uma língua muito bonita, mas para sermos realistas não vos vai servir de muito enquanto carreira.

Mas se ainda assim quiserem fazer uma carreira no Japão, ou com a língua japonesa, recomendo que sigam o próximo ponto.

 

 

1.3. Cursos de japonês no Ensino Superior

 

Spoiler

Existem duas licenciaturas em que se aprende japonês em Portugal, atualmente.

A primeira é Estudos Asiáticos da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Esta tem mestrado de continuação, podem ver aqui.Tem muitas opções de línguas, vocês têm de fazer no mínimo duas e no máximo quatro. Desta licenciatura não conheço muito, há alguns anos disseram me quem andava lá que não era muito boa, mas não faço julgamentos.

Também existe uma licenciatura na Universidade do Minho e nessa já me disseram que se aprende bem.

A língua predominante nesta licenciatura, como podem ver pelo programa, é o chinês, mas se realmente o vosso foco é o japonês podem se concentrar mais em japonês e menos em chinês. Esta não tem mestrado de continuação, mas uma boa opção como continuação seria esta. Em tradução especializada da Faculdade de Línguas da Universidade do Porto. entre as línguas que podem escolher, o japonês é uma das opções. É claro que nesse caso teriam de se especializar em tradução, não sei se seria um percurso desejado é claro.

 

 

1.3.1. Cursos de Japonês para quem está a estudar outras coisas

 

Spoiler

Se não quiserem especializar-se em Japonês, podem ter aulas particulares como falei em cima, mas podem fazer uma licenciatura qualquer e tirar aulas em japonês na vossa universidade à parte, a Universidade do Minho e a do Porto oferecem ambas aulas de japonês a baixo custo.

As outras grandes universidades portuguesas têm (quase) todas cursos de japonês, é só uma questão de procurar.

 

1.3.2. Bolsas para estudar no Japão

 

Spoiler

Existem bolsas caso sejam estudantes de japonês ou queiram fazer uma pós-graduação no Japão. (Senão me engano quando eles se referem a isso querem dizer mestrado) Este site tem tudo o que necessitam saber sobre o assunto, recomendo que leiam, eles costumam oferecer um curso de japonês intensivo, mas em ambos os casos convém que já saibam japonês. Se quiserem saber mais sobre o tema falem com a embaixada eles poderão informar-vos melhor do que eu. Só quero avisar de uma coisa, eles querem bons alunos para esses programas, muitas vezes dão preferência a quem tem médias altas (de 14 para cima).

 

Queria agradecer à @SeventyFive por me ajudar parcialmente a editar este artigo. Qualquer sugestão ou informação extra, eu adiciono informação aqui, recomendem-me alterações que eu fá-las-ei.

 

Muito obrigado por lerem.

 

(Retirado originalmente deste post)

 

 

2 membros gostaram disto!


Faz login para seguires isto  
Seguidores 0