Saltar para o conteúdo


               

Wolf's Rain

- - - - -
Num futuro distante, a (maioria da) população mundial acredita que os lobos se extinguiram à 200 anos. No entanto, esses mesmos lobos extintos evoluíram de tal maneira que enfeitiçaram os humanos, fazendo-os acreditar que os lobos assumiram forma humana. Kiba, um lobo solitário à procura do Paraíso, segue o cheiro de uma flor lunar (que assume também a forma humana) para chegar ao seu destino. Ao longo da sua viagem, vai conhecendo outros lobos e convence-os a procurarem também o Paraíso, apesar da sua existência ser muito mal vista pelos humanos. A acção desenrola-se à volta dos vários desafios e perigos que Kiba e os amigos têm de enfrentar para chegarem ao Paraíso.


Review da série original:
A animação é bastante razoável, apesar de por vezes apresentar falhas graves.

A escolha da banda sonora é uma lufada de ar fresco. Optaram por música em inglês e noutros idiomas, incluindo música brasileira. Não é que a música japonesa não preste mas sem dúvida que ter uma OST diversificada é muito atractivo.

Existem algumas partes da história que ficaram por explicar e que precisavam dessa mesma explicação (ex: como convenceram os idosos a ajudá-los, já que estavam prestes a disparar). Reparei também em algumas falhas graves de lógica e senso comum.

Achei as condutas dos lobos pouco realistas (ex: combate contra exército e comportamento em alcateia) mas penso que é plausível que esta falta de realismo possa ser colmatada com a evolução dos lobos.

No entanto, encontrei um plothole: logo no início, o Hige gaba-se que tem um faro super apurado. No entanto, é muito raro os lobos usarem os seus faro (na série). Seria expectável que detectassem os perigos muito mais antecipadamente já que conseguem cheirar os inimigos a kilómetros de distância.

Sobre as personagens, tenho a dizer que o Toboe parece uma gaja (físicamente) e é demasiado irritante. É suposto ser o mais novinho da alcateia mas por amor de deus, cresce e aparece. Depois e em relação ao Hubb, o que eu não dava para encontrar um homem assim: atencioso, engraçado e inteligente. Uma pessoa até fica deprimida por ser 2D e não 3D (o 3D do mundo real, não o dos cinemas).

Os primeiros 12 episódios foram muito bons. A partir daí houve uma quebra enorme de entretenimento. Por um lado, devido àos 4(?) flashbacks seguidos e, por outro, devido à falta de acção dos episódios seguintes. Aliás, o final reflecte isso mesmo: muito drama e pouca acção. É que nem clímax houve, foi mesmo "ai é o episódio 26? Então fim".